Presidente       Governo       Regional       Notícias       Contactos       Agenda   

Dia Mundial do Livro 2020



          Comemora-se a 23 de Abril, o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, proclamado pela Conferência Geral da UNESCO, em 1995, com o objetivo de promover uma maior consciencialização sobre a importância dos livros na nossa sociedade.

         Nesta data celebra-se também o Direito de Autor. Trata-se de um direito que é reconhecido pela Declaração Universal dos Direitos do Homem, o Direito de Autor serve de garantia de defesa do património, dos valores culturais, da originalidade, criatividade e dos valores culturais.

        O Dia Mundial do Livro e do Direito de autor é celebrado a 23 de Abril em todo o mundo. A data foi instituída pela Conferência Geral da UNESCO para prestar tributo aos grandes autores da literatura mundial que nasceram ou morreram neste dia; foi a 23 de abril de 1616 que faleceu Miguel de Cervantes e a 23 de abril de 1899 que nasceu Vladimir Nabokov; o dia 23 de abril é também recordado como o dia em que nasceu e morreu o famoso escritor inglês William Shakespeare. A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento cultural e da literacia.

          A celebração procura também encorajar as pessoas, especialmente os mais jovens, "a descobrir o prazer da leitura e a respeitar a obra insubstituível daqueles que contribuíram para o progresso social e cultural da Humidade" (UNESCO).

          A ideia de celebrar este dia surgiu na Catalunha e de acordo com uma tradição segundo a qual, neste dia, os cavalheiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge e recebem, em troca, um livro; desde então o dia 23 de Abril tem sido comemorado de diversas formas um pouco por todo mundo. Neste sentido, todos os anos o Comité da Unesco nomeia uma cidade para ser a Capital Mundial do Livro. Para o ano de 2020 foi eleita a cidade de Kuala Lumpur capital da Malásia.

Luís Castro

 

        Neste ano, num contexto atípico de pandemia, partilhamos o testemunho do autor de livros Pedro Seromenho e uma entrevista moderada pela livraria Letras Lavadas.

 


  • 23-04-2020